13 de agosto de 2012

Brasil no encerramento da Olimpíada de Londres 2012

Oisss !!!

Então, todos deram uma espiadinha ou ouviram falar sobre a festa de encerramento das Olimpíadas de Londres, né?
Eu vi o espetáculo todo e digo: foi maravilhoso e perfeito! As músicas, a transição dos estilos, as danças, as homenagens aos ingleses que fizeram história e os efeitos visuais, tudo de muito bom gosto e com alto apelo tecnológico! O Brasil fica na responsa agora, né! Tem que fazer melhor do que isso! E agora, José?? Será que nosso querido país vai fazer bonito nas Olimpíadas de 2016???

Para termos um gostinho dos Jogos do Rio 2016 o Brasil fez uma apresentação de 8 minutos ao final da apresentação londrina. Não sei se fiquei muito contente e esperançosa com o que vi, mas vou comentar tudinho e vocês me dizem se concordam ou não. ;)








Bandeira olímpica passando para as mãos do prefeito do Rio de Janeiro: muito lindo !!!! Quem tem amor pelo seu país, sentiu, assim como eu, muito orgulho ao ver esse momento.








Mais orgulho ainda ao ver a bandeira brasileira sendo hasteada no palco. Com bilhões de pessoas ao redor do mundo assistindo. Acho que foi um dos momentos mais emocionantes para mim.






A apresentação propriamente dita começa com o famoso gari Renato Sorriso aparecendo como se fosse apenas alguém que ia limpar o palco. Ele começa a sambar e aí vem um segurança tentar tirá-lo de lá e tal. No fim das contas, o segurança se rende ao encanto do brasileiro. 
Gostei dessa parte! Humlide, alegre, representando a ginga e o jeito de ser da grande massa brasileira.

Aí começa o mico! 


Que figurino é esse ??? Tá certo que quiseram fugir do estereotipo da mulata do carnaval, praticamente nua e cheia de penas e tudo mais. Mas podia ter sido bem mais elegante que isso! Sinceramente, acho que preferia elas com trajes carnavalescos. A intenção era fazer algo retrô? Só se foi... mas aí parece que nosso país está atrasado, defasado, parado no tempo. Quem não conhece pensa que é assim e não uma homenagem ao passado. E essas lâmpadas fluorescentes nas costas delas não ajudaram em nada. 
Esse é o melhor figurino e a melhor tecnologia que dispomos aqui? Sério????

Então entra Marisa Monte representando Iemanjá, grandiosa e majestosa, entoando um lindo canto. Essa parte eu gostei! Achei bem legal mesmo. Apesar de não ser devota de Iemanjá e tal, achei muito bonito!

Porém, eis que eu vejo, lá no fundo, um monte de tambores gigantes flutuando em direção do centro do palco... Sério, dá pra saber que eles são a bateria de samba, não precisava de um tambor gigante na cabeça deles pra se fazerem entender. E essa coroa de Nossa Senhora de Aparecida na cabeça? Não curti !!!



E então entraram os índios. Achei legal. Um efeito legal de luz e tal. Uma dança indígena. Homenageou mas, ao mesmo tempo, reforçou a imagem que os estrangeiros têm do Brasil, de que aqui a população é composta em sua maioria por índios. Não sei se isso um dia vai mudar.

Aí vem a pior parte! 
Entram uns caras vestidos com umas fantasias de algo que eu não sei o que é e logo após o BNegão vestido de... uhmm.. de... palhaço!?!? 
Com essas lâmpadas e esses fios coloridos aparecendo. Parece a verdadeira enjambração do tal jeitinho brasileiro de fazer as coisas. Tá certo que isso existe, mas aí parece que só isso existe aqui, né! Odiei a roupa e a apresentação dele!!! Muito pobre e sem sentido! Embora eu goste da música do Maracatu Atômico. hehe




Depois disso, entrou a Alessandra Ambrósio representando a beleza da mulher brasileira. Uhmmm, sei lá, mas não curti muito. Não sei se foi a roupa, ou a apresentação, mas não me cativou muito não. Me pareceu meio falso, forçado. Ela não foi muito simpática, sei lá.






Então veio o pessoal da capoeira e o Seu Jorge. Achei interessante o traje da capoeira com o suspensório, deu um toque diferenciado. E o Seu Jorge tava elegante e cheio de ginga, como ele sempre está. 






Mas acho que o fato de estar tudo junto e misturado no palco distrai um pouco, distorce.
E foi chegando mais gente! E todo mundo caiu no samba!






Então entraram várias dançarinas de branco, que fizeram uma coreografia legal, inclusive com umas placas coloridas que elas iam trabalhando e com isso, cores e desenhos diferentes se formavam, como um tapete cobrindo elas. Achei bem interessante! Ao menos um efeito visual legal!

E o mais legal veio em seguida, quando essas placas formaram o Calçadão de Copacabana no meio do palco. Ficou beem bonito! E Então a Marisa Monte voltou, cantando, dessa vez, "o Rio de Janeiro continua lindo...". Adoreeeii !!!! Muito bonita essa parte! E emocionante também! E com classe !!!




E o mais mais legal e mais mais emocionante estava guardado para o fim!
Entra um homem de terno no palco e o Renato Sorriso foi em sua direção. Eram ninguém mais, ninguém menos, que o Rei Pelé!!! Muito legal mesmo !!! Emocionou!


Ao final, todos os que se apresentavam se uniram no centro do palco e assim terminou a apresentação do Brasil no encerramento das Olimpíadas de Londres de 2012, acompanhada por uma lindíssima queima de fogos. 

Nesse momento todo o estádio se iluminou nas cores verde e amarelo e a emoção foi muito grande! Fechou com chave de ouro, para compensar eventuais deslizes cometidos durante a apresentação.
Essa cena aí embaixo é daquelas que aquece nosso coração e nos enche de orgulho de sermos brasileiros.


Sabe, apesar de tudo eu ACREDITO no Brasil, eu AMO meu pais e me dou o direito de permanecer SEMPRE OTIMISTA em relação a ele, a nós e ao nosso futuro.
Perfeito ninguém ou nação alguma é. Mas claro, há milhares de coisas a se corrigir. Mas vamos que vamos, a gente chega lá!
Espero que a Copa do Mundo no Brasil em 2014 e as Olimpíadas no Rio em 2016 sejam eventos que tragam desenvolvimento e prosperidade para o pais. Que todos possamos sair ganhando de alguma forma com isso. Que os frutos positivos sejam colhidos por muitas gerações. Que o Brasil receba bem os turistas que aqui vierem e que os nossos atletas possam ter um ótimo desempenho!

E que seja um show, uma festa, um espetáculo maravilhoso, lindo, rico, que encha os nossos olhos e alegre a nossa alma! Uma grande janela se abre e o Brasil tem oportunidade de se mostrar para o mundo, como realmente é e como poderá ser. Que as pessoas envolvidas na organização e estrutura da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos façam por merecer, que dêem o melhor de si! 

O brasileiro e o Brasil têm um típica relação familiar. É como aquele pai que sabe que tem um filho problemático, mas vive da esperança de ver ele fazer algo bonito um dia, para que possa estufar o peito e dizer com orgulho: esse é o meu filho!

Bjosss
PB

8 comentários:

Anônimo disse...

gostei da sua crítica, legal de ver o ponto de vista de outra pessoa. eu dancei nesse "handover" para o Rio e fiquei muito decepcionado ja que parece q o meu grupo passou despercebido, o samba de gafieira com o pessoal com ternos de cores diferentes.

Anônimo disse...

quem fez isso não foi o Brasil e sim a organização de Londres 2012.Geralmente a cidade tem que fazer uma homenagem para a próxima cidade a receber as olimpiadas!

Anônimo disse...

Olha .. sou muito observador e crítico, e venho acompanhando de perto, mas com preocupação, do que serão as olimpíadas do Rio de Janeiro...
Depois de ouvir tantas bobagens, finalmente achei alguém com ideias sensatas... com argumentos ricos e inteligentes... o que vc escreveu bateu muuuuito com o que eu estava pensando logo quando eu assistí a apresentação do Brasil. Vc está de parabéns !!!

Anônimo disse...

Olá

Perdi o encerramento das olimpíadas, mas imaginava que teria os velhos micos de sempre.
Como você mesma disse, não entendo porque os brasileiros continuam reforçando idéias pré concebidas e estereotipadas. o Brasil é muito mais do que gente pelada, índio, mulheres fogosas. Minha nossa! sabiam que ainda perguntam lá fora, sobre macacos e índios....e o conceito da mulher brasileira lá fora como fica.
Quero só ver como será a abertura da Rio 2016. Tomara que alguém de bom gosto e bom senso tome a frente disso.

Fábio Dal Médico disse...

Realmente deu um clima de " eu esperava mais" na parte do encerramento que homenageava o "Brazil".
O inicio maravilhoso com o gari, tocante, dando a senssação de que vinha uma explosão de fantasias e alegorias lembrando a força da batucada brasileira... Mas não veio!
A ilustração seguinte na linguagem utilizada pela estética adotada das olimpíadas de Londres ficou sim devendo no tocante beleza principalmente. As roupas das mulatas fazendo a alusão a roda gigante londrina, a roupa do cantor com as lampadas e também a bateria de muito mau gosto (salvo os belos indios em leds), mas também dentro da proposta estética dos figurinos da abertura e encerramento.
Achei também que poderiam ter utilizado os recursos de Leds das arquibancadas pra ilustrar o calcadão de Copacabana por exemplo, inves de limitar aos " paineis de papelão" no palco. O espetáculo ficou reduzido perante o que ja havia sido mostrado certamente na própria utilização dos recursos disponíveis.
É claro, também, que teve acertos e boas sacadas, mas ficou evidente que a organização deu enfase a Londres, o que talvez explica a frustrante apresentação "La vem Brazil", mas como organizado por la,perdoável, é de fato a apresentação inglesa do "Brazil", acho que nós iremos mostrar sim a nossa criatividade e capacidade de emocionar em 2016 no nosso evento, e mostrar assim o nosso BRASIL! Lembrando também que espero termos aprendido na importancia de nao sermos "egoístas" la na festa de encerramento ao homenagem a próxima sede dos jogos de 2020.

Débora Bettoni Nobre disse...

Concordo plenamente, Fábio !!!!
Podia-se ter feito muito mais. Ter sido mais criativo, ter uttizado mais recursos tecnológicos, inclusive os que já estavam disponíveis. A ideia do calçadão nos LEDS da arquibancada foi show !!! Realmente ia ficar muito mais bonito.
Só sei que nós temos capacidade, excelentes profissionais no país e o dinheiro certamente vai entrar, então que façam melhor que isso aqui!!!

Wagner Schuques disse...

Pra começar, achei que a apresentação teve partes muito bonitas, e concordo que faltou muita coisa. Acreditei que uma ocasião como essa seria perfeita para quebrar o pré-conceito de que nós brasileiros somos todos índios não civilizados, e que vivemos em uma tribalidade, no entanto eu senti que essa apresentação apenas concretizou aqueles pré-conceitos.
OK, vamos para aquilo que acredito que faltou. O Brasil é um país MUITO rico culturalmente e muito peculiar pela sua miscigenação tanto cultural, como racial. O que é algo realmente lindo de ser mostrado. Acho que faltou mostrar isso, apresentar um pouco mais da nossa cultura, afinal não vivemos em um carnaval eterno, e novamente, foi a ideia que a apresentação passou.
Faltou, e faltou MUITO.

Agora a parte do Hino Nacional foi realmente emocionante.

Em resumo é isso, e como sempre digo, acho que falta muito amor à pátria, e por isso quero te parabenizar, poder ler alguém confessar o amor pelo país é algo lindo, e muito incomum, afinal essas pessoas que dizem querer ir para o exterior, que é um lugar muito melhor, que o Brasil está perdido, enfim, já me irritaram.

Anônimo disse...

Realmente assim como muitos brasileiros não gostei do encerramento brasileiro nas Olímpiadas de Londres, pois deveríamos ter apostado em figuras conhecidas mundialmente como Tom Jobim (no caso, representado por seu filho). E por que não aproveitamos o momento para relembrar nosso grande Santos Dumont? Fica a dica!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...